Dicas Adimóveis: Óleo de Cozinha



Cada litro de óleo despejado no esgoto tem capacidade para poluir cerca de um milhão de litros de água. Isto é equivalente à quantidade que uma pessoa consome em aproximadamente 14 anos de vida. Além disso, essa contaminação encarece o processo e prejudica o funcionamento das estações de tratamento de água. O acúmulo de óleos e gorduras nos encanamentos pode causar entupimentos, refluxo de esgoto e até rompimentos nas redes de coleta. Para retirar o produto e desentupir os encanamentos são empregados produtos químicos altamente tóxicos, o que acaba criando uma cadeia perniciosa.

Fora da rede de esgoto, a presença de óleos nos rios cria uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, comprometendo assim, a base da cadeia alimentar aquática e contribui para a ocorrência de enchentes.

Mas existem programas em várias cidades brasileiras conscientizando a população da importância da reciclagem deste material. Colocando em vários estabelecimentos comerciais postos de coleta do óleo de cozinha para ser distribuído entre cooperativas, no intuíto da fabricação de sabão e sabonete.

Ainda procurando minimizar o impacto do descarte de óleo comestível usado no meio ambiente existem, atualmente, programas que apóiam a reciclagem deste óleo para a sua transformação em biodiesel.

Para a armazenagem do óleo é necessário aguardar o seu esfriamento e colocá-lo em uma garrafa plástica de 2 litros e, se possível, transparente. Tampar bem e depositá-la no coletor indicado para essa finalidade.

Confira aqui aonde entregar o seu óleo de cozinha usado para a reciclagem!

Mas se preferir a Adimóveis te dá a dica de como reciclar o seu óleo de cozinha em casa. Mãos à obra!



(Reprodução Portal Elesbão News, RG Nutri, Akatu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário